Presidente da NCST – SP denuncia que Bolsonaro transformará a Previdência em Terra Arrasada!

Assembleia Centrais 20-2-2019 (34)Para um público de 10 mil pessoas que participaram da Assembleia Nacional das Centrais Sindicais realizada quarta-feira (20/2) na Praça da Sé em São Paulo, Luiz Gonçalves (Luizinho) presidente Estadual da Nova Central – SP denunciou se a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro (PSL) for aprovada com o texto que foi entregue na Câmara dos Deputados, a Previdência Social Pública se transformará em pó.

A proposta entregue pelo presidente Bolsonaro ao Congresso, segundo Gonçalves retirará a obrigatoriedade do empregador pagar multa de 40% sobre o valor do FGTS ao trabalhador que for demitido e já estiver aposentado. “Hoje, mesmo o empregado que já sacou seu dinheiro do FGTS ao se aposentar tem direito a multa de 40% calculada sobre o total que a empresa depositou ao longo de seu contrato, acrescido de correções. Para o governo isso aí tem que acabar”.

Luizinho disse que a vitória eleitoral de forças políticas com visão ultraliberal na economia, ultraconservadora nos costumes e com viés autoritário na política, atuará para colocar o movimento sindical em um beco sem saída. “Para podermos enfrentar as avalanches de ataques aos direitos e preservamos a Constituição Federal de 1988, necessitaremos de muita unidade nas ações e nas lutas que virão”, antecipou.

Em sua opinião, passado a ressaca e a bordoada recebida nas urnas, à única saída para não deixar à Previdência virar “Terra Arrasada” é preparar e reerguer o “exército” de trabalhadores (as) para evitar mais violência, censura e terror.

“A conversa olho no olho nos locais de trabalho, nas praças, nos bairros, nos bares, nos sindicatos e nas residências, para conscientizar a população em geral de que o governo Bolsonaro, investirá pesado para apontar os Servidores Públicos como classe privilegiada e responsável pelo tal déficit, que eles insistem em propagandear para justificar as terríveis mudanças, será fundamental para obtermos uma vitória”, completou Luizinho.