PLC 38/2017 muda mais de 100 artigos da CLT que prejudica os trabalhadores

Deste que foi aprovado pelos deputados o projeto de Reforma Trabalhista, presidente da Nova Central, José Calixto Ramos repudiou a forma e o conteúdo do texto. Uma síntese dos principais artigos inseridos e suprimidos da CLT indicam prejuízos para os trabalhadores (as) e enfraquecimento das entidades sindicais laborais, frente o processo de negociação coletiva.

Em 23 de dezembro de 2016 foi apresentado na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei n. 6787, de autoria do Poder Executivo, que altera a Consolidação das Leis do Trabalho – CLT e a Lei n. 6.019/74, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre o trabalho temporário, e dá outras providências.

Dia 26 de abril de 2017 foi aprovado na Câmara dos Deputados o texto-base, na forma da Subemenda Substitutiva Global, ao PL nº 6787/2016, por 296 a 177. O Projeto já chegou ao Senado Federal como PLC n. 38/2017 e será apreciado pelas Comissões de Assunto Econômico (CAE), de Assuntos Sociais (CAS) e pelo Plenário. ​ Confira as principais mudanças que prejudica o trabalhador (a): Clique aqui