Fessp-Esp realiza evento Outubro Rosa na capital paulista

CSPB MulherA Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos no Estado de São Paulo – Fessp-Esp, filiada à Nova Central Sindical de Trabalhadores no Estado de São Paulo (NCST/SP), em parceria com Confederação Dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB realizou, na quinta-feira (25/10), evento em comemoração ao Outubro Rosa com o tema: “Mais mulheres com saúde, mais mulheres na política”, na sede da federação, em São Paulo.

O presidente da Fessp-Esp, Lineu Neves Mazano abriu o evento, saudou as participantes, destacou a relevância dos temas e a luta que as mulheres travam no seu dia a dia, reforçou que a ausência do poder público em projetos de assistência à saúde da mulher, dificulta às ações de alertas e prevenção do câncer de mama que deveriam ser contínua.

Na primeira palestra “Do rastreamento ao câncer de mama” e o “Projeto Mulheres de Peito” foi apresentada por Eliana Tenório, enfermeira articuladora da Saúde da Mulher do DRS1 – Departamento Regional da Secretaria de Saúde da Região I de São Paulo que destacou a relevância de identificar lesões em fases iniciais, a partir de sintomas ou sinais clínicos com rastreamento e diagnóstico precoce.

Segundo a Diretora Estadual de Assuntos da Mulher, Gênero e Juventude da e da Nova Central – SP, Katia Rodrigues a palestrante recomendou que o exame clínico fosse realizado por todas as mulheres a partir dos 40 anos; e a mamografia a cada dois anos para mulheres de 50 a 69 anos de idade. “Além da prevenção da doença, outro ponto muito importante dito na palestra é a conscientização sobre os efeitos dos tratamentos oncológicos na fertilidade”, disse.

Maria Aparecida da Silva, Diretora de Projetos ao Combate ao Assédio Moral do Siemaco e membro da ONG “Mães pela Diversidade”, que integra mães e pais com filhos (LGBT); elegeu o tema “ Assédio Moral no Ambiente de Trabalho”. Abordou as dificuldades do público LGBT para ser inserido no mercado de trabalho; o preconceito na sociedade; a falta de legislação específica que garanta espaço, a este segmento.

Ela denunciou que a transfobia faz com que 90% deste grupo social recorram, em algum momento da vida, a prostituição de rua para sobreviver. No último painel “Mulheres na Política”, palestraram Cidinha Raiz, psicóloga terapeuta, e candidata ao Senado Federal 2018; e Isabel Kaus, Diretora da Mulher do Sindicato dos Comerciários de SP e candidata a Deputada Estadual.

Na oportunidade, relataram a experiência eleitoral como candidatas; suas avaliações sobre a cota das mulheres em cargos políticos; a qualidade e quantidade das mulheres eleitas em 2018 e o que esperar da nova composição da Assembleia Legislativa a partir de 2019. E que apesar do momento delicado que atravessa o movimento sindical, com grandes dificuldades, principalmente, após as eleições, será preciso muita unidade para lutar e conquistar.

“Precisamos, como dirigentes sindicais, de um mínimo de bagagem sobre como enfrentar esses temas. Temos o dever de multiplicar coonhecimento e informar nossas bases. Agradeço ao nosso presidente da Fessp-Esp, Lineu Mazzano, por todo apoio, confiança e liberdade em trabalhar nesta pasta na qual me orgulho em ser diretora. Meus sinceros agradecimentos, também, às companheiras participantes de diversas entidades e centrais sindicais, que atenderam a esta convocação de luta e conscientização”, concluiu Katia Rodrigues.